Score crédito

09 dicas de como aumentar seu Score

Benefícios / Governo Finanças

Aumentar seu score no Serasa pode ser uma tarefa longa e complicada. É muito mais fácil perder do que ganhar pontos, mas você pode adotar alguns hábitos para ajudá-lo a alcançar uma pontuação excelente.

Separamos algumas dicas dadas pelo próprio Serasa, veja:

Planeje bem suas finanças

Um dos principais erros cometidos pelos consumidores é ser relapso com relação ao planejamento de suas finanças. É a velha história de gastar mais do que se ganha. Isso pode ter um resultado desastroso. 

Portanto, aprenda um jeito fácil de planejar suas finanças, isso pode ser feito por canais de vídeo na internet mesmo. Faça um levantamento de suas despesas e só depois pense em comprar, financiar ou pedir empréstimos.

Acompanhe de perto as variações no seu Score

Seu Score pode aumentar e diminuir ao longo do mês e dos anos, ou seja, ele é dinâmico. Um dia você pode estar com pontuação “excelente” e no outro ele cair para “bom”. Essa mobilidade pode ser observada apenas acessando a página do Serasa na internet.

Mas não se assuste, essa diminuição é normal e ocorre de acordo com seu comportamento como consumidor. Da mesma maneira que ele diminui, pode também aumentar.

Então, não se assuste, mas acompanhe para saber qual comportamento seu faz com que ele suba e qual faz com que ele caia. 

Mantenha seu nome limpo

Quase todo brasileiro já esteve entre os negativados. Seja pelo motivo que for, é quase inevitável estar nessa situação em algum momento. Mas isso deve ser passageiro e resolvido o quanto antes.

Agora, com o novo cálculo do score, chamado Score 2.0, a promessa é de se levar em conta como o consumidor se comporta diante da dívida ao invés de apenas  “castigá-lo” por estar devendo.

Enfim, o importante é que as dívidas sejam sempre pagas em dia para evitar que o atraso ou negativação prejudique você.

Economize e evite gastos desnecessários

Não ir ao mercado com fome é uma boa dica para economizar, mas é preciso muito mais do que isso para criar bons hábitos e reaprender a lidar com suas finanças. Alguns especialistas recomendam, por exemplo:

  • Evite cartão de crédito
  • Pague no mesmo dia
  • Almoce em casa ou leve marmita
  • Compre apenas o necessário
  • Use cupons de desconto
  • Compre em brechós 
  • Pense dez vezes antes de comprar

Além dessas, muitas outras dicas estão disponíveis na internet em sites especializados em economia, e é uma boa ideia conferir para conseguir economizar de verdade.

Pague em dia tudo o que deve

Nem precisa dizer a importância de manter seus pagamentos todos em dia, mas é sempre bom lembrar que sua saúde financeira depende especialmente disso. E algumas dicas podem ajudar você a manter todos os seus pagamentos em ordem:

  • Coloque tudo em uma planilha
  • Organize por datas e valores
  • Acione lembretes de pagamento
  • Não fuja da rotina de gastos
  • Defina uma única data para todos os pagamentos
  • Use o débito automático em tudo o que puder

Faça o cadastro positivo

O cadastro positivo é uma espécie de currículo financeiro. A partir dele as empresas podem verificar como é seu comportamento como consumidor, vendo o que foi pago e o que você ainda deve. 

Algumas pessoas têm medo de que suas informações do cadastro positivo acabem vazando ou sendo coletadas por pessoas mal intencionadas, mas isso é quase impossível de acontecer, principalmente às leis de proteção de dados que regulam este mercado.

Não parcele faturas de cartão de crédito

Falamos em evitar o uso do cartão de crédito justamente por ele ser um dos principais vilões da saúde do consumidor. Muitas vezes perde-se o controle e os gastos são maiores que a receita, e isso é um problema.

Nesse caso, quando a fatura vem mais alta do que o salário, a primeira ideia é pagar o valor mínimo ou parcelar a fatura. E aí não tem mesmo para onde correr. É melhor parcelar do que ficar inadimplente, mas parcelar também é uma péssima ideia.

Portanto, a melhor saída é não gastar mais do que pode. Se você sabe que não vai conseguir manter o controle dos gastos, cancele o cartão ou simplesmente não peça um para evitar dor de cabeça.

Tenha bons hábitos de consumo

Você já deve ter percebido a essa altura que o importante mesmo é ter bons hábitos de consumo. E algumas atitudes que determinam esses bons hábitos podem ser listadas, como por exemplo:

  • Saber diferenciar Desejo de necessidade
  • Saber identificar as armadilhas da propaganda
  • Saber questionar as próprias decisões de consumo
  • Fazer pesquisa de preços
  • Comprar na quantidade certa e pelo motivo certo
  • Saber identificar oportunidades legítimas
  • Fazer uso racional do crédito
  • Ter preocupação em consumir de forma sustentável

Essas são as principais características de um bom consumidor. Se você não se sente identificado, ainda dá tempo de mudar isso. 

Seja persistente

Você vai perceber que mesmo fazendo tudo isso seu Score não vai aumentar da noite para o dia. Serão necessários alguns dias para ele dar o primeiro salto. Depois disso, você vai precisar esperar mais alguns meses para perceber mais aumentos.

Lembre-se que é importante seguir todas as dicas para poder ter bons resultados. Além do que foi dito aqui, visite páginas de economistas e especialistas em finanças para conseguir mais dicas.

Conclusão

Na hora de fazer um financiamento ou empréstimo, a instituição financeira que concederá o valor vai consultar seu Score para, a partir de uma avaliação de seus hábitos como pagador, decidir se vai ou não fechar o negócio.

Por esse motivo, você deve manter seu perfil no Serasa sempre atualizado e todas suas contas em dia. Assim, quando a empresa consultar o seu CPF terá um bom resultado e se sentirá mais segura em emprestar dinheiro para você.

Agora que você sabe a importância do seu Score e o que fazer para mantê-lo sempre elevado, é hora de organizar as finanças e tornar possível todos os seus sonhos materiais. Gostou das dicas? Compartilhe com seus amigos e ajude-os a mudar seus hábitos também!