Agropecuaria

7 opções de carreira na agropecuária

Diversos Saúde

Precisamos falar de um dos setores mais promissores no Brasil, pois, esse é um país que valoriza muito seu solo produtivo e seu rebanho enorme de animais.

O futuro do brasileiro está ligado ao fornecimento de alimentos para o mundo, portanto é interessante conhecer as opções de carreira que o setor primário brasileiro tem a oferecer.

Aspectos fundamentais para atuar no setor agropecuário

O setor agropecuário no Brasil é bem tecnológico e não se restringe mais somente ao campo, pois está presente também nas indústrias de sementes, adubos e outros produtos agrícolas envolvidos nesse setor.

Os aspectos fundamentais no setor agropecuário são a monocultura nas plantações, a tecnologia usada nas colheitas e preparação do solo e a oportunidade de muitas carreiras que podem ser integradas a esse setor tão importante para o mundo.

Vamos falar sobre as carreiras que podem ser utilizadas no primeiro setor da nossa economia.

Opções de carreiras no agronegócio

Dentre as 7 principais opções de carreiras podemos citar as seguintes:

Fazendeiro

Essa é a mais óbvia e também a mais difícil de seguir, pois, o fazendeiro é o dono de toda a terra que receberá a plantação.

Com certeza, todas as pessoas brasileiras já se depararam com imensas plantações de cana-de-açúcar, soja, batata e laranja pelo solo nacional.

Pois bem, toda essa extensão costuma ter um ou mais proprietários que receberão a maior parte dos lucros dessa produção e essas pessoas são chamadas de fazendeiras.

Coordenador de irrigação e controlador da qualidade

Como o próprio nome diz, esse profissional é o responsável pela qualidade da água, das plantações, do solo e de tudo que envolve a cultura de plantas, desde as sementes até a entrega dos alimentos para os fornecedores.

É esse profissional que coordena toda a irrigação da plantação, baseado em estudos sobre o solo e o alimento que está sendo produzido naquela fazenda.

Toda fazenda costuma ter uma ou mais pessoas exercendo essa carreira que é bem remunerada, por sinal.

Produtor de leite e laticínios

Quando se fala em setor pecuário que está relacionado também ao agronegócio, logo se imagina que estamos falando de carnes para frigoríficos, mas não é só essa opção que existe quando se trata de animais bovinos.

O produtor de leite e laticínios também atua nesse meio e movimenta muito dinheiro todos os anos no país.

O mercado consumidor de leite no Brasil é enorme e esse tipo de carreira continuará tendo altos ganhos, já que o consumo de derivados só tende a aumentar.

Controlador de pragas

Toda plantação está sujeita a ataques de pragas como gafanhotos e outros insetos e fungos que costumam consumir boa parte da plantação.

Como seria impossível monitorar a todo o tempo a fazenda inteira, o setor agropecuário criou essa função para as pessoas que sabem como lidar com essas pragas que consomem as plantações antes de serem colhidas.

O controlador de pragas é responsável por determinar como e quanto será aplicado de agrotóxicos nas plantas para evitar que os animais sejam os primeiros a consumir os alimentos, mas também para que não sejamos contaminados por esses venenos aplicados na plantação.

Agrônomo

Essa é uma das carreiras para quem busca entrar nesse setor através de um curso de universidade, pois, o curso de agronomia é o que prepara esse profissional para o mercado de trabalho.

O agrônomo, ou engenheiro agrônomo é a pessoa que lidará com  tudo que está relacionado ao setor agropecuário, desde a preparação do solo, a qualidade das sementes, a alimentação dos animais, a irrigação, a colheita, o efeito da plantação em relação ao desmatamento, entre outras funções essenciais da agronomia.

Veterinário

Quando pensamos nessa profissão, logo associamos esses profissionais aos animais domésticos como cães e gatos, por exemplo, mas no setor agropecuário existem mais opções ainda para o médico veterinário.

A conta é simples: existem mais animais precisando de cuidados no campo do que nas cidades, afinal, o veterinário que atua no setor agropecuário não apenas cuida da saúde de animais doentes, mas ele cuida diariamente da saúde dos bovinos, equinos, entre outros tipos de animais que são encontrados no campo.

Zootecnista

Se existe um veterinário cuidando da saúde dos bois, dos cavalos, dos porcos e das galinhas, então não precisamos de mais nenhum profissional para garantir a saúde animal, correto? 

Errado. Toda fazenda que cria animais deve possuir um zootecnista ou, ao menos, contratar os serviços de um, pois esse profissional, diferente de um veterinário que só irá cuidar da saúde dos animais, cuidará de tudo que envolve a vida de um animal, desde a sua alimentação até o tratamento humanizado no momento do abate.

O zootecnista, assim como o médico veterinário, é um profissional que possui curso superior em sua área, portanto, ambos são bem valorizados e as oportunidades no mercado são muitas.