8 pontos turísticos imperdíveis para visitar em Belo Horizonte

Diversos

É aqui que eu amo / É aqui que eu quero ficar / Pois não há á á! / Lugar melhor que BH…”. Essa música, popularizada na voz de César Menotti e Fabiano, traz um pouco da essência de quem é verdadeiramente apaixonado pela capital do estado de Minas Gerais.

E não é para menos. Belo Horizonte ou BH, como é conhecida entre os mineiros, é uma cidade cheia de vida, de cultura, história e beleza. Portanto, se você está planejando viajar e já comprou a sua passagem para Belo Horizonte, vale a pena conhecer alguns dos seus principais pontos turísticos.

Com certeza você também vai se apaixonar por essa cidade que tem tudo para conquistar um lugarzinho cativo no seu coração.

8 lugares para ir em Belo Horizonte

Mercado Central

Lugar de tradição, sabores e história, o Mercado Central de Belo Horizonte. Nascido em meados da década de 1930, esse é o point de quem curte comida mineira, cerveja gelada, produtos artesanais, pets, flores, doces, pedras e tudo mais o que você possa (ou não) imaginar.

A variedade comercial do Mercado é impressionante, por isso, vale a pena tirar algumas horas para conhecer um pouco mais sobre esse lugar tão diverso e plural. Principalmente se você deseja experimentar algumas das delícias típicas, tais como queijos, frango com quiabo, fígado com jiló e o bom e velho pão de queijo.

Praça da Liberdade

A Praça da Liberdade também é um dos pontos mais famosos de BH e não é para menos. Localizada na região da Savassi, a praça é um lugar super simpático para se fazer um piquenique ao ar livre ou ainda fazer uma caminhada, ou corrida.

Além disso, existe o Complexo Cultural da Praça da Liberdade (que fica ao redor da praça). Lá você encontra museus e centros culturais como o Memorial da Vale, o Museu das Minas e do Metal, a Academia Mineira de Letras, o Espaço do Conhecimento da UFMG e o Centro Cultural do Banco do Brasil.

Feira Hippie

Exclusiva aos domingos, a Feira Hippie é uma pequena amostra do comércio local e da alegria do belorinzontino. Isso porque, para além da venda de artigos como bolsas, sapatos, bijuterias, móveis, comidas das mais diversas, pinturas e obras de arte, há sempre um som diferente animando quem por ali passa.

Seja com um samba ritmado com pandeiro, cavaquinho e violão, seja com cantores amadores que trocam sua cantoria por algum “trocado”, música é algo sempre presente. Essa feira aberta fica na Avenida Afonso Pena e costuma funcionar entre 5h e 15h todo domingo. Vale a pena conhecer.

Edifício Maletta

Para quem adora uma boa vida boêmia, não tem como não falar de Belo Horizonte sem mencionar o Edifício Maletta. Esse prédio é dividido entre a parte residencial e a comercial, e é nessa segunda que a diversão acontece, seja para beber um drink especial, comer um petisco ou tomar aquela cerveja gelada.

Pela manhã, também é possível encontrar um comércio alternativo, com a presença de brechós, sebos, lojinhas de artigos de decoração e artigos religiosos, bem como restaurantes para todos os gostos.

Mineirão

Você pode até nunca ter ido lá, mas com certeza, se você é apaixonado por futebol já deve ter visto o quinto maior estádio do Brasil: o Estádio Governador Magalhães Pinto. Ou, como é conhecido popularmente, o Mineirão.

Para além dos jogos de futebol, o Mineirão é também parte integrante do  Conjunto Arquitetônico da Pampulha, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer na década de 1960. Lá é possível fazer um tour no Museu Brasileiro do Futebol ou até mesmo participar de shows dos mais diversos.

Lagoa da Pampulha

Assim como o Mineirão, a Lagoa da Pampulha também faz parte do mesmo Conjunto Arquitetônico, sendo, porém, sua principal atração turística. Essa lagoa artificial é considerada um dos pontos turísticos mais característicos de BH. O seu entorno, por sua vez, também é palco de grandes competições esportivas.

Contudo, para além da Lagoa propriamente dita, existem lugares nessa região que você não pode deixar de conhecer, tais como a Igrejinha de São Francisco de Assis, o Parque Promotor Lins do Rego, o Museu de Arte da Pampulha, o Jardim Botânico e o Parque Guanabara.

Praça Sete

A Praça Sete não é necessariamente um ponto onde você vai ficar, mas sim um local de referência para você conhecer a região central de Belo Horizonte. Partindo do “Pirulito” da Praça Sete, um obelisco centenário que cruza duas avenidas principais — a Afonso Pena e a Amazonas.

Dali, é possível conhecer tanto o comércio local, com lojas de roupas, bijuterias, calçados, produtos cosméticos, etc., como chegar a outros pontos da cidade, como o Cine Theatro Vallourec, o Shopping Cidade, o Viaduto Santa Tereza.

Parque Municipal

Para descansar, dar uma caminhada, entrar em contato com a natureza, brincar no parque de diversões, comer uma pipoca ou ainda andar de pedalinho no lago. Essas são algumas das opções de quem frequenta o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, na região central de Belo Horizonte.

Projetado no final do século XIX, o Parque é um dos lugares mais conhecidos de quem vive e passa pela capital mineira, sendo o patrimônio ambiental mais antigo da cidade. Agora que já leu este artigo do nosso portal, não deixe de conhecer Belo Horizonte!