Bossaball: O Esporte Inspirado na Bossa Nova

Diversos

Embora ainda pouco difundido no Brasil, o Bossaball tem atraído cada vez mais adeptos, e está fazendo muito sucesso nas praias do litoral de São Paulo.

É uma mistura de futebol, futsal, vôlei, capoeira e ginástica, tendo ao fundo uma boa música.

No Brasil, a única quadra de Bossaball fica em São Paulo, e como a estrutura é desmontável, é possível levar o campo para qualquer lugar.

Se você se interessou por essa modalidade esportiva, vamos mostrar aqui as principais características.

A origem do Bossaball

O esporte foi criado em 2004, pelo produtor musical belga Filip Eyckmans, que se inspirou em Tom Jobim e Vinícius de Moraes.

Por isso que a música é um item obrigatório para a prática do esporte.

Praticado entre duas equipes, é uma combinação de futebol, futsal, ginástica, vôlei, capoeira e música, onde o termo “bossa” vem de bossa nova.

O que mais chama a atenção é a versatilidade da quadra de Bossaball, sendo possível a instalação em diversas áreas, desde centros esportivos cobertos até praias.

E em apenas 45 minutos, o campo já está pronto. 

Como é o jogo?

O Bossaball é um jogo entre duas equipes, com quatro ou cinco jogadores de cada lado, praticado sobre uma quadra inflável, com dois trampolins separados por uma rede.

O jogador pode dar até cinco toques antes de passar para o outro lado, mas pelo menos um toque pode ser em qualquer parte do corpo, exceto as mãos.

E dentro dos cinco toques, pelo menos um tem que ser com o pé. E os jogadores não podem tocar a rede e têm de estar com pelo menos uma parte do corpo em seu campo.

O jogador que está na cama elástica será o responsável pela cortada para o outro lado da quadra, uma vez que os outros não conseguem pular o suficiente.

Além disso, as pontuações são variáveis, pois dependem de onde a bola caiu e a forma como foi executado o toque.

São três sets de 21 pontos, mas quem conquistar dois sets, é o vencedor.

Como é a pontuação?

As pontuações são obtidas por um ataque bem executado ou pelo erro da equipe adversária.

Quando a bola é tocada na zona de segurança, é bola fora.

A borda de segurança em volta do trampolim (bossawall) é livre, e nessa área, a bola pode pingar ou rolar. No entanto, quando a bola parar no bossawall, o ponto vai para o adversário.

A pontuação é com base nos toques:

Toque de vôlei:

  • 1 ponto: quando a bola cai no campo inflável do adversário;
  • 3 pontos: quando a bola cai no trampolim adversário.

Toque de futebol:

  • 3 pontos: quando a bola cai no campo inflável do adversário;
  • 5 pontos: quando a bola cai no trampolim adversário.

A estratégia do jogo geralmente é deixar a bola melhor posicionada para o jogador que está na cama elástica, e só pode ter um jogador por time nessa posição.

Bossaball: um esporte para todas as idades

O mais interessante do Bossaball é que é um esporte que pode ser praticado por todas as idades, de 7 a 70 anos.

E por ser jogado em uma quadra inflável, exercita o corpo inteiro, queimando calorias e gorduras.

Também ajuda bastante no equilíbrio, coordenação e agilidade, mas antes de começar a praticar, é melhor consultar um médico ortopedista, até para avaliar se não há nenhuma contraindicação.

Alguns praticantes se preocupam com a segurança, mas como todo o material é coberto por colchões infláveis, os riscos são mínimos.

Portanto, é um esporte seguro, e os adeptos do Bosaball esperam que esteja presente nos próximos jogos olímpicos.