Como administrar um negócio em tempos de crise

Finanças

É normal que, em cenários de instabilidade financeira, os empreendedores se sintam acuados e desmotivados. Em diversos ramos tivemos um grande número de perdas devido a pandemia. Por exemplo, no setor industrial, a compra de pallets de madeira foi muito afetada. 

Portanto, é de suma importância adotar estratégias para que possam antecipar e minimizar os efeitos negativos que as crises venham a gerar. Neste texto de hoje, veremos atitudes que vão te ajudar a administrar sua empresa nesses períodos.

Atitudes para tomar durante uma crise 

Em 2020, fomos assolados pela pandemia da covid-19 e, pouco a pouco, alcançamos diversos setores, exigindo de muitas marcas a paciência e a atitude de uma purgador de vapor, retendo energias para passar por um longo período de recessão econômica. 

Não sabíamos, e ainda não sabemos, a extensão deste ‘baque’. Mas é nítido que pandemia e outras crises já geraram perdas homéricas, principalmente, em microempreendedores. Mas não devemos tomar atitudes impensadas.

Já disseram que, atingir o fundo do poço pode ser encarado como algo positivo, afinal não dá para afundar mais e sim, escalar seu rumo ao topo. Essa é uma forma interpretativa de vermos o otimismo que se deve ter nas empresas. 

Crises sempre vão existir e são uma oportunidade para mudar o comportamento e alinhar novas estratégias ao seu ramo de trabalho. Não acredite que, sem trabalho e foco, você atingirá suas metas. Levante de sua mesa rústica de madeira e vamos dar os passos para lidar com a crise.

  1. Estabeleça suas prioridades 

Embora óbvio, esse tópico aborda o que muitos deixam para trás. Essa estratégia visa rever gastos e comportamentos que, antes, eram essenciais, mas agora podem ser descartados. 

Durante a quarentena as empresas viram que podem manter seus funcionários trabalhando a distância. Isso trouxe uma nova dinâmica de lucros e projetos entregues até antes do prazo. A produtividade aumentou, mas os recursos como comunicação constante e táticas de endomarketing tiveram que ser colocadas em prática. Sem custos e com redução de gastos. 

Todo planejamento de contingência deve ser pautado em situações reais com taxas de probabilidade altas.

  1. Total atenção aos gastos, gerencie o caixa

Claro que diversos pontos são prioritários. Porém, não se esqueça de sempre gerenciar seu caixa. Mesmo em tempos difíceis é importante ter um reserva de caixa para tempos melhores ou piores podem surgir.

Para conseguir táticas de atração de clientes em tempos de recessão, será necessário um investimento, nem que seja minoritário. Por isso fica claro a necessidade de não tirar do fluxo constante e sim de uma reserva.

Além disso, para manter as operações já comuns, o fundo também pode ser útil. Mas atente-se para não ter que se endividar e não precisar ficar no vermelho.

  1. Aumente sua eficiência operacional 

Seus clientes também estão passando por crises… acredite! E muitas dessas serão resolvidas por adquirir seu produto ou necessidade do seu serviço. Enquanto muitos vão diminuir, pense sempre em aumentar sua eficiência operacional. 

Não necessariamente o número de funcionários, mas manter a todo vapor as operações corriqueiras e atender com maior velocidade. Para isso:

  • Reduza custos;
  • Atente a técnicas de motivação para seu pessoal;
  • Adquira ou execute a manutenção em seus equipamentos;
  • Diminua consumos;
  • Agregue ferramentas tecnológicas à sua produção.

Lembre-se que seus funcionários também estão passando por momentos difíceis e esteja disposto a ajudar caso necessário. Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado comente e compartilhe em suas redes sociais.