Descubra agora: por que os jovens já devem pensar na previdência privada?

Main

Normalmente, quem é jovem não costuma se preocupar muito com o futuro a longo prazo e nem faz planejamento sobre a sua condição financeira. Isso significa que a preparação para quando os 50, 60, 70 anos chegarem começa somente mais tarde – e isso pode causar um problema financeiro enorme se for um assunto negligenciado por muito tempo, principalmente depois da reforma da previdência.

Dessa forma, para ter uma aposentadoria tranquila e sem apertos na vida econômica, o ideal é começar a planejar desde cedo a sua previdência privada.

Descobrir qual o melhor plano, entre PGBL e VGBL, decidir qual o valor dos aportes, a melhor instituição financeira e até mesmo ter uma noção de como será feito o resgate lá na frente é essencial para garantir um futuro tranquilo.[1] 

Enfim, são muitos os detalhes a serem vistos e revistos ao longo dos anos, então por que não começar desde cedo a se planejar? Aqui reunimos alguns motivos que podem te fazer mudar de ideia e ver com bons olhos a ideia de investir na previdência privada desde a juventude! Confira agora e boa leitura!

Ajustar as expectativas com a realidade

A realidade da maioria dos brasileiros não é ser herdeiro de uma enorme fortuna. Sendo assim, como o futuro não está garantido, você mesmo deve planejar bem suas finanças para não ser surpreendido lá na frente e nem sofrer com algum imprevisto.

Segundo dados da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi) e Instituto Ipsos, metade dos jovens brasileiros – chamados de geração millennial – tem a expectativa de trabalhar até os 65 anos, entretanto, apenas 18% desse total realmente poupa para atingir esse objetivo.

O que se vê atualmente é a falta de uma cultura de investimento a longo prazo, que se preocupe com os anos lá na frente, quando a aposentadoria vier inevitavelmente.

Dessa maneira, é necessário alinhar as expectativas com a realidade e modificar o cenário atual, criando incentivos para que esses jovens se organizem financeiramente e consigam se aposentar na idade planejada.

Pensar na manutenção do padrão de vida

Apesar do governo oferecer a aposentadoria através do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é preciso ser realista e pensar se esse dinheiro seria o suficiente para manter seu padrão de vida hoje. Provavelmente não. Então, por que seria o bastante quando você se aposentar?

Erroneamente, muitas pessoas ainda acreditam que o custo de vida diminui após a aposentadoria e esse pensamento tende a atrapalhar um bom plano de previdência privada. O que ocorre é que ou o custo se mantém ou aumenta com a chegada de outros gastos inesperados.

Por um lado, se as despesas relativas à educação dos filhos e família tendem a diminuir, os gastos com saúde, alimentação, viagens e cuidados pessoais tendem a aumentar.

Neste cenário, a previdência privada chega para somar à aposentadoria do INSS, promovendo uma melhor qualidade de vida para você e diminuindo os riscos de sofrer com algum imprevisto.

Diminuição do peso no orçamento

Quanto mais cedo você iniciar o seu planejamento de previdência privada, mais leve será para o seu orçamento, entenda o porquê a seguir.

Ao iniciar esse tipo de aplicação cedo, com um longo prazo pela frente, é possível alcançar os melhores cenários para esse investimento: diminuição do risco e realização de aportes menores ao longo do tempo.

Quanto maior a duração da sua contribuição para o plano de previdência, mais baixos serão os aportes necessários para chegar ao patrimônio desejado no futuro.

O grande benefício é que não ocorre o comprometimento do orçamento, diminuindo a possibilidade de prejudicar a tranquilidade de uma aposentadoria tranquila.

Responsabilidade sobre seu próprio futuro

Infelizmente, a educação financeira ainda não é um tema abordado nas escolas do Brasil.

Esse tipo de negligência sobre um assunto tão importante prejudica a formação dos jovens que não conhecem nada sobre economia básica e precisam aprender ao longo dos anos, a partir das experiências do dia a dia.

Neste sentido, o cenário tende a piorar com a chegada da vida adulta e a falta de conhecimento sobre finanças e economia.

Assim, aqueles que têm algum desejo de organizar a vida financeira ou já possuem algum nível de conhecimento sobre o tema sabem que a previdência privada é um dos investimentos a longo prazo que vão proporcionar uma maior independência financeira.

Além disso, a partir dessa aplicação é possível se tornar verdadeiramente  responsável pelo seu orçamento. É através dela que você consegue complementar a sua aposentadoria, formar um patrimônio, garantindo a sua tranquilidade lá na frente ou até mesmo, atingindo outros objetivos, como comprar um imóvel.

Dessa forma, é possível perceber que aquela visão antiga de “viver o presente” não compactua muito bem com um futuro tranquilo e garantido que a maior parte dos jovens de hoje deseja.

Sendo assim, vale a pena repensar sobre suas opções para planos de previdência privada e dar início na aplicação o quanto antes.


A âncora ficou no terceiro parágrafo, se precisar, me avise que eu modifico.