O que é o Selo Turismo Responsável?

Benefícios / Governo

Um dos vários impactos causados pela crise sanitária no mundo foi a drástica redução das viagens internacionais, que foram canceladas. Por isso, o turismo doméstico ganhou força, apesar das restrições sanitárias existentes para impedir que o vírus se propague ainda mais.

Assim, o Governo Federal deu início a medidas que pudessem tornar esse setor mais seguro e permitissem que as pessoas pudessem planejar viagens sem preocupações. Uma delas foi o Selo Turismo Responsável. Não sabe do que se trata? Sem problemas! Entenda melhor as características da iniciativa.

O que é?

Para ajudar a impulsionar a retomada do setor de turismo, o governo criou, no final de 2020, o Selo Turismo Responsável — Limpo e Seguro. A iniciativa tem como objetivo orientar os serviços do setor a como fazer uma reabertura de forma segura, preservando a saúde e bem estar de turistas e trabalhadores.

Os protocolos apresentados foram chancelados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), com orientações destinadas a 15 segmentos do turismo. Entre eles, estão os meios de hospedagem, organizadoras de eventos, parques temáticos, transportadoras turísticas, agências de turismo, acampamentos turísticos, além de cafeterias, bares e restaurantes.

Entre as medidas sanitárias propostas, estão a obrigatoriedade do uso de máscaras; disponibilização do álcool em gel para funcionários e turistas; e recomendação para distanciamento. A atenção é redobrada quanto às aglomerações, que devem ser evitadas a todo custo.

Se essas e outras medidas forem seguidas corretamente, é possível que estabelecimentos e serviços possam funcionar de modo seguro. Isso colabora para reposicionar o Brasil como um destino responsável e protegido.

Como adquirir o selo?

Os serviços interessados em ter o selo podem requisitá-lo de forma fácil e gratuita. Eles precisam estar devidamente inscritos no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), para que o órgão possa fazer a devida avaliação (checar se as medidas sanitárias exigidas foram aplicadas). Em caso positivo, o uso do selo é liberado.

A adesão das empresas presentes no setor é animadora. Cerca de 32 entidades e mais de 25 mil estabelecimentos adotaram o selo no país, mostrando que há opções seguras em todas as regiões brasileiras.

Como saber se o local é aprovado pelo selo?

A identificação para saber se a agência de viagem, resort ou hotel apresenta o selo é fácil. A recomendação do Ministério do Turismo é que, uma vez liberado, o selo seja colocado em um local de fácil visualização para o cliente, seja no site da empresa ou em seu aplicativo.

Para quem deseja obter mais informações, o selo é acompanhado por um QR code. Ao acessá-lo, é possível verificar as medidas que estão sendo adotadas por aquele estabelecimento ou companhia.

Campanha de retomada

A criação do Selo Turismo Responsável faz parte de um esforço maior do Ministério do Turismo para reaquecer o setor, na chamada campanha de retomada. Desde o fim do último ano, ele tem se esforçado para auxiliar o setor de uma forma geral, inclusive com incentivos fiscais.

Por isso, em janeiro, o Ministério anunciou que, de forma inédita, disponibilizaria uma ajuda financeira para os estados da federação. Esse investimento foi avaliado em R$ 8,3 milhões e foi feito visando a criação de ações que promovessem os destinos turísticos brasileiros, atraindo turistas nacionais e internacionais.

Para ter direito ao auxílio, cada secretaria estadual deveria, até o mês de outubro do último ano, cadastrar as propostas de promoção das cidades do seu estado. Uma vez que esse requisito fosse cumprido, cada estado teria até R$ 500 mil a receber. O convênio foi assinado por 16 estados e o Distrito Federal.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude a divulgar o nosso site!